Manual de vida para jovens inteligentes: esconda aquilo que te irrita

Quando o tolo é ofendido, logo todos ficam sabendo, mas quem é prudente faz de conta que não foi insultado. (Prov. 12:16)

Já ouviu a máxima de que o apelido só pega se você se incomodar? Então, é sobre isso, também, que trata esse provérbio. Mas vai muito além, fala ainda de autocontrole e de estratégia.

Quando era adolescente, algumas vezes fui chamado na escola e no bairro de “narigudo”. Se eu tivesse ficado bravo, certamente seria um apelido que teria me acompanhado e marcado minha trajetória. Mas como eu não expressava raiva, apenas às vezes dava uma pequena risada ou simplesmente ignorava, acabou não pegando. Alguns anos depois, o apelido que rondou foi o de “careca”, porém também não colou porque rejeitado com sucesso…

Além disso, ainda há um aspecto mais sério e perigoso de quando revelamos aquilo que nos ofende, que é o fato de entregarmos de bandeja a relevante informação de qual é nosso ponto fraco, pois isso precisa ser cuidadosamente ocultado, porque pessoas maldosas podem usar para nos chantagear. Imagine se alguém descobre, por exemplo, que você se irrita imensamente, a ponto de querer partir para briga, se alguém elogiar sua irmã ou irmão. Em determinada circunstância, essa pessoa poderá insistir nesse ponto, até te fazer perder o controle e cometer um ato do qual poderá se arrepender posteriormente.

Não sei se você assistiu a trilogia do Poderoso Chefão, baseada no livro de Mário Puzo. Se não o fez, faça, pois é possível extrair muitas lições de sabedoria tanto do livro como dos três filmes. Numa das históricas cenas, a morte do primeiro herdeiro do império dos Corleones é planejada com base nesse princípio bíblico. O Santino Corleone, também conhecido como Sony, era conhecido por ser, digamos assim, “esquentadinho”. Então, seus inimigos forjaram uma situação que o tirou muito do sério e o fez sair loucamente pela rodovia, sem o acompanhamento de seus seguranças de costume. Assim, após ser encurralado no guichê do pedágio, foi brutalmente assassinado.

CONTINUA…


Querido leitor,

Está gostando deste texto?

Ele é trecho de um dos capítulos do livro que em breve lançarei, chamado “Manual de vida para jovens inteligentes – Sabedoria eterna num mundo em transformação”.

Se tiver interesse, participe de nosso pré-lançamento. Envie uma mensagem por qualquer canal deste site, assim colocarei seu nome na lista de prioridades. Você poderá comprar com desconto de 40% do valor de capa.

Que Deus te abençoe.

Sobre o Autor

H. S. Lima

H. S. Lima é escritor, advogado e palestrante. Tem como propósito de vida compreender os princípios eternos contidos principalmente nos cinco primeiros livros do Antigo Testamento, chamados de Pentateuco ou Torá, identificar a compatibilidade com a mensagem de Jesus Cristo, para então ensinar como observá-los na vida pessoal e profissional.

Veja outros conteúdos relacionados

Manual de vida para jovens inteligentes: Cuidado com os compromissos jurídicos

Filho, você é fiador de alguém? (Prov. 6:1) Quando esse provérbio foi escrito, ser fiador de alguém colocava em risco…

Manual de vida para jovens inteligentes: Deixe a conversa de lado e trabalhe

Quem trabalha tem com o que viver, mas quem só conversa passará necessidade. (Prov. 14:23) Estava formado há cerca de…

Manual de vida para jovens inteligentes: Evite entrar em discussões

Nunca discuta sem motivo com alguém que não lhe fez nenhum mal. (Prov. 3:30) Uma coisa que nunca vai faltar…